Pensamento do dia:

"Quem não te procura, não sente sua falta. Quem não sente sua falta, não te ama. O destino determina quem entra na sua vida, mas você decide quem fica nela. A verdade dói só uma vez. A mentira cada vez que você lembra. Então, valorize quem valoriza você e não trate como prioridade quem te trata como opção."

A Nova Língua PeTralhesa

segunda-feira, 23 de maio de 2011


“É com o corasão cheio de tristesa que hoge eu veinho aqui falar pra vocês que anos de minha vida e também da de Denilson (@decicote) foram dedicados a mais inútiu das faculdades: a das Letra e iço não ta serto”.

“...foi profundamente penoso pra mim, escrever dessa maneira. Eu brinco muito no Twitter, crio alguns neologismos, falo “caipirês”, mas jamais pretendi que meu dialeto próprio fosse incorporado ao uso culto da Língua. Sempre gostei de brincar com letras, jogar com sílabas, palavras cruzadas, anagramas. É bonito você conhecer a origem das palavras de sua língua e saber porquê se escrevem dessa ou daquela forma. O conhecimento é e sempre será um diferencial. É através do conhecimento, da cultura, do aprimoramento, que os profissionais crescem nas carreiras e avançam no mercado de trabalho.
Sonia
...o primeiro passo para o abismo já foi dado; ao aceitar, mesmo que em uma única página o erro, por que não imaginar então que poderia, sem problema nenhum aparecer em duas páginas?? E Se isso é possível, por que não em três ou quatro?? Como então dizer ser errado criar todo um livro de gramática certo de maneira totalmente errada?? Acho que até eu fiquei confuso agora.
Denilson
Andamos acompanhando todas as discussões sobre o errado/certo na língua portuguesa . Temos trocado muitas idéias, tentando chegar ao verdadeiro cerne do pensamento petralha. Nós, apesar das brincadeiras, levamos bem a sério o que eles fazem mesmo quando parece se tratar da maior idiotice do mundo. O que será que se esconde por trás de toda essa polêmica?? È uma discussão apenas sobre o certo e o errado na língua ou há algo maior, um objetivo não declarado?
Se há frases que podem caracterizar de forma definitiva a ideologia petralha, essa é uma delas: ” Tudo no Estado, nada contra o Estado, nada fora do Estado”, consagrada por Benito Mussolini, líder fascista Italiano. O pensamento totalitário simplesmente não pode aceitar que há algo fora da sua esfera de poder, mesmo (ou principalmente) os pensamentos, e é fato que a língua é o principal veículo condutor de todo sistema de valor, de ideias, geradora de cultura e identidade, de unidade. Impor sua língua, dialeto ou forma de falar é conseguir legitimar a forma de pensar, e até metade do século passado era muito corrente o uso do ditado; “uma língua é um dialeto com um exército e um banco por trás”. Quem não lembra dos anos em que Stalin executou a politica de russificação? Também Hitler alimentou o sonho de domínio total onde a língua mundial fosse o alemão e tinha no Siegfried de Wagner o ideal do “novo homem”. Os petralhas, por não possuírem uma língua própria ( por pior que a usem, por mais incompreensível que pareça, ainda continua sendo a língua portuguesa) fizeram então uma escolha que os define completamente: o errado passaria a ser o certo.
Perceberam pelos números apresentados pelo próprio Ministério da Educação que seria um erro enorme investir em educação de qualidade. Primeiro, não tinham competência para tanto, assim sendo, nem merecia a tentativa... Em 2010, útimo ano do "Siegfried petista" o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (em inglês, PISA - International Programs for Student Assessment) considerou que o Brasil subiu 33 pontos entre 2000 e 2009, porém a qualidade do ensino foi considerada extremamente ruim pois entre os 20 mil alunos que fizeram as provas de leitura, ciência e matemática, mais da metade sempre receberam a nota mais baixa, correspondente ao nível 1, o que manteve o País na 53º posição entre os 64 países (Fonte Estadão). (Sim, eu consigo visualizar suas caretas de repúdio...)

É esse desempenho abaixo da média nas provas que mantém o Brasil, apesar da melhora ao longo da década, nos últimos lugares do teste internacional - 53.º de 65 países. Em ciências, nenhum aluno brasileiro atingiu o nível 6 do PISA. E só 20 deles (0,1%) chegaram ao nível 6 em leitura e matemática.

No Ideb do próprio governo os estados com oposicionistas alcançaram as melhores colocações, enquanto dos estados governados por petralhas, ops, petistas, Acre, Piauí, Pará, Bahia e Sergipe. Somente o acre atingiu a meta estabelecida. Temos a impressão que os números dos estados aliados foram tão ruins quanto o dos petistas.
Segundo, quanto maior a escolaridade e a qualidade de vida nos estados, menos votos eles receberiam, pois os eleitores seriam mais críticos e não tendo que se preocupar com a cestinha básica do dia a dia, passariam a observar e julgar melhor as falcatruas dos políticos petralhas e sua base aliciada....

Nisso, conseguimos discernir, um programa a longo ou médio prazo, de DESnacionalização, DEScaracterização do país e de sua unidade básica, perpetrando a ideologia esquerdista do coitadismo, da ignorância e da total falta de perspectiva futura.
Não desistiremos de combater esse intento petralha. Não nos calaremos diante do desmoronamento do que resta ainda de nossa educação...mas isso é apenas o começo...não desistam também. Nós voltaremos. E a história ainda continua...

*Texto elaborado a quatro mãos por Sonia e Denilson (depois de muito nos cutucarmos e estapearmos esse foi o resultado, rs)

16 comentários:

  1. nadiavida disse...:

    Sensacional a ideia!!!!!!É tudo tão absurdo que dá um desespero imaginar que isto se torne uma realidade. Tenho me perguntado se o Governo vai me ressarcir os gastos q tenho com meus filhos (escola particular pq é desumano o que fazem nas públicas com professores e alunos), cursos extra-curriculares pra aprender a falar correto e de maneira culta, enfim..... Fiquei deprimida quando tudo isto começou. Me deu uma certeza que estamos andando "pra trás", não me surpreendo com nenhuma atitude dos ptralhas mas não imaginei que chegaria a este ponto..... "a gente não sabemos escolher presidente", parece que a banda Ultraje a Rigor previa isto... rss

    Parabéns queridos!

  1. Dri Falavigna disse...:

    Destruir a ligua de Camões é um objetivo e tanto, e vamos combinar, não tão difícil em um país em que a educação é tida como ferramenta poderosa de massa de manobra. O texto acima é claro nesse sentido: o investimento em ensino de qualidade é perigoso para o totalitarismo.
    A compreensão do mundo ao nosso redor, a informação aliada ao conhecimento, o ponto de vista crítico faz com que todas as bolsas percam o eixo central da vida do indivíduo, que nessa situação, não sei se pode ser denomoinado na sua plenitude como cidadão. Falta hoje não liberdade de expressão per si, mas acesso a educação para que as pessoas possam compreender, com plenitude, o que acontece nesse país.
    Há uma clara manobra para cada vez mais nivelar por baixo o conhecimento, e o preconceito linguístico é um exemplo medíocre dessa caminhada, e caba a cada um de nós virar em jogo mostrando que antes de tudo esse é um direito fundamental - não a mera educação da merenda e do vale leite, mas do conhecimento que liberta, que quebra o ciclo vicioso e traz à tona o melhor de cada um.

  1. to-deolho disse...:

    NESTE GOVERNO PETISTA VEMOS TRESLOUCADOS CAIREM NA TENTAÇÃO DO HOLOFOTE AO QUERER INCORPORAR SUAS TESES E DOUTORADOS APROVADOS APENAS POR BANCAS EXAMINADORAS COMO VERDADE SUPREMA A SER EMPREGADA E IMPINGIDA A TODA A POPULAÇÃO BRASILEIRA!!!! UMA VERGONHA!!!!!

    Marisa Cruz

  1. silvanafeliz disse...:

    Excelente post parabéns,mas pelo caminho que vai as coisas logo a "língua do twitter" será ensinada nas escolas tbm. @silvanafeliz
    Educação no Brasil nunca foi levada a sério.
    Quando em um país se elegem candidatos sem estudos(o que tem aos monte) podemos ver que educação não anda valendo muito coisa.

  1. Ajuricaba disse...:

    Uma coisa é você fazer caracterizações de escrita por necessidade jocosa, com quando eu uso crÓeu em meus posts de twitter ou coisas parecidas lá na Tribo dos Manaós. Fica claro e inteligível aos leitores a maneira com que se encaixam nos textos.Mas daí a tornar isso uma regra aceitável, a distância é muito grande.
    Excelente texto da "dupla de dois".

  1. Velvet Poison disse...:

    Gente... quanto menos seres pensantes existirem, melhor. A Dri Falavina disse tudo. As ações dessa gente vão surgindo num crescendo. Não é a toa que alimentam esses grupos de defesa da liberação da maconha, por exemplo. Quanto mais cérebros transformados em patê, melhor para eles.

    Conviver com vocês, aqui, lá, em algum lugar, que seja, é uma bênção diária. Um oásis mesmo, onde posso beber água, sentar-me na sombra, e descansar um pouco dessa imbecilidade coletiva que se apoderou das pessoas e das instituições.

    Abraços, Dupla!

  1. Carla Pola disse...:

    U QUI VAISSÊ DI¹³ NOÇAS CRIAMSSAS?

    Poiz intonces é iço! Ieu sô du tenpu qui çi aprindia a iscrevê serto! A feçora fasia un tar di ditadu. Si nóis errace as palavrinha, tinha qui iscrevê 100 veziz inté acertá e num isquessê maiz.

    Poiz i num é qui agora us livru di portugueis qui o tar MEC mandia praz criamssa dis qui si iscrevi comu qué?

    IÉ o Lullêis¹³ tumandu contia do Brazil! Si o falicidio¹³ é gonoranti¹³, semeanarfabeto, resulverum qui, pilo menuz as criamssas du foturu tamém ten dissê!

    Afirnar qui guvernu ié eçi qui alén di num cumbatê as drogaz, qui matan noças crianssas i jovems, resorvi fazê delis anarfabetus i comu sinum baztaçe, inda kerin qui as crianssas di 6 a 10 anus resseban o tar quiti-gei ?

    Ié a urtima trunbeta do apucalepse!

    Pur ondi amda u MPF, us paiz , us diputadios I us senadô?

    Num xega num di isculhanbassãum?

    Òia qui eu morru e num veju tudu!

    Inda bien qui meo INTER ié canpeaum!

    Mutrei! Fassa arguma coiza!

  1. nadiavida disse...:

    Maravilhosos os comentários.... Mas gargalhando com a dificuldade pra ler o coments da Carlinha..... "é a urtima trunbeta do apucalepse!" . Falou tudo Carla Pola!

    Vamos fazer um "debate" por aqui... parabéns dupla... bjus

  1. Sonia disse...:

    Gente, vocês são todos maravilhosos!! Muito obrigada a todos e um beijo especial pra cada um. A presença de vocês aqui é sempre um incentivo pra que nós continuemos. O Denilson é um pouco mais tímido, mas eu falo pelos dois...hahaha...

  1. ed-ziliani disse...:

    Gostaria de acrescentar o que penso sobre esse desvirtuamento da língua.Quanto menos condições tiver o cidadão de analisar o comportamento dos políticos, melhor para a classe.A língua nos faz compreender os textos, analisar situações e tirar conclusões próprias. Isso não interessa a eles.Querem um povo obediente, acreditando que, tudo o que se faz, inclusive as falcatruas, é para o seu benefício.
    Além do mais, como a Sônia diz, o língua é um símbolo e o PT quer acabar com todos os símbolos nacionais para reinar só a estrela vermelha. Que Deus nos proteja. opcao_zili

  1. decicote disse...:

    Faço das palavras da Sônia minhas palavras, e agradeço o incentivo. Sinto-me melhor que o Paloxi, pois aqui no twitter consegui muito mais que multiplicar meu patrimônio por 20, já que meu maior patrimônio são meu queridos amigos. Paz e luz a todos.

  1. MENEZES disse...:

    Você escreveu errado não é "anos de minha vida" e sim "anus de minha vida"! Estão reprovados! rs Realmente é tragicômico!

  1. josi disse...:

    Duas mentes brilhantes *-*

  1. Tragam o Latim de volta às escolas ( o problema serão os professores ). Latim aquela língua falada no Lácio, antiga Região da Itália. Parabéns, maravilha !

  1. filonescio disse...:

    De tudo, o que fica é exatamente isso: a Esquerda É OBRIGADA a desconstruir a sociedade. Esse é o papel dela. Para isso é que ela foi criada. Qualquer coisa fora dessa intervenção até no mais básico dos elementos - o idioma - não faz parte do plano de poder com que comunistas e socialistas pretende subverter seu próprio povo.

    A realidade só é valida se confirma a teoria de algum idiota que pretende mudar a própria realidade. Quando a realidade teima em ser diferente do que eles querem, das duas uma: ou eles forçam mais um pouco a realidade para que se enquadre em suas teorias, ou - e não foram poucas as vezes em que isso aconteceu - eliminam aqueles que não se enquadram nessa realidade.

    O século é outro, o país é outro, mas o pensamento marxista, como uma erva daninha - encontrou terra fertil no Brasil pra continuar crescendo sem dar nenhum fruto que preste.

    Parabéns pelo texto!
    @Filonescio

Postar um comentário