Pensamento do dia:

"Quem não te procura, não sente sua falta. Quem não sente sua falta, não te ama. O destino determina quem entra na sua vida, mas você decide quem fica nela. A verdade dói só uma vez. A mentira cada vez que você lembra. Então, valorize quem valoriza você e não trate como prioridade quem te trata como opção."

Egotrip

quinta-feira, 9 de junho de 2011


Despida dos sonhos
perseguia com a alma nua
o frio caminho da realidade.

Diante do espelho,
seus olhos desnudavam sua
real imagem.
E o preço era o arrepio de se ver
por inteiro, como realmente é...

Os olhos, apertavam as pupilas
e tentavam reconhecê-la
entre os fantasmas
que teimavam em dançar à sua volta...
tentando arrebatá-la e possuí-la,
no silêncio do frio e crucial encontro:

Ela e o seu "eu".

No mais profundo âmago de seu ser,
a dor de se ver como é
veio à tona.

E ela chorou.

10 comentários:

  1. JO•♥• disse...:

    Que lindaaaa!! Amiga, tudo em você é poesia!! Inteligente, sensível, carinhosa, criativa e original... não é muito não prá uma só pessoa? É não... vc merece todos esses talentos por conta= SER MARAVILHOSO, LINDA CRIATURA! Beijos

  1. Velvet Poison disse...:

    Belíssimo. Não sei dizer mais. Só que lágrimas em meu rosto fizeram companhia às que "ela chorou".

  1. Sonia disse...:

    Só posso agradecer tanto carinho que recebo aqui...
    Ownn Regina..você é minha "ídala", rsrs... nunca quero te ver chorar e muito menos ser responsável por isso...Beijo enorme, do tamanho desse seu coração lindo e sensível!

  1. Luanna disse...:

    Ela chorou e eu também..

    Que bonito mamuska.. É sensível, aconchegante e denso como você.

    Melancólico como tudo que um dia vai e a gente nem sabe porque foi.

    O estranho do tempo é que de alguma forma, a cada dia vamos, mas ainda assim, ficamos. Ôh vida!!!!

    Ameeeeiii.. Simplesmente ameeeiii!!!

    De mesmo jeito que amo você!!!!!

    Beijoka imensa!!!!

  1. Ajuricaba disse...:

    Poesia não é o jogo que o cacique joga, mas beleza é perceptível até aos brutos. Muito bonito mesmo.

  1. Velvet Poison disse...:

    Mas é uma... melancolia que não dói, só lembra de algo, possivelmente, saudade daquilo que não vivi. Não faz mal. Ainda mais em boa companhia, como seu poema. Beijo!

  1. Lana disse...:

    Amei Soninha!!
    Você é completa Lili!!
    Bjos!

  1. nadiavida disse...:

    Belo, sensível, comovente.... Não só o corpo, particularmente já fiz muito isto. Olhar no espelho à procura de mim mesma... olho nos meus olhos... "O que tô fazendo com minha vida?" "Em que momento me perdi?" Não é o envelhecer que dói, não pra mim que sinto que o pulsar da vida está no sentir, dói é encontrar os olhos tristes, aí sim, choro....copiosamente".... mas como uma nadia sagitariana que sou, a maioria das vezes, por mais tortuosos que sejam os momentos, vejo olhos brilhantes, felizes, com lentes cor-de-rosa choque.... bom, aí... torneirinha do risador se abre....

    Você além de linda, generosa e querida tem um taleeeento. Impecável! Sou só elogios...Bjus de "lov ú"

  1. Pfuime disse...:

    Belíssima poesia!
    Na correria do dia a dia esquecemos de nos ver, com este tipo de olhar.(Pelo menos eu)
    Quem, quando se olha de verdade no espelho, não fica lembrando de tudo o que passou e pensando: "Ah,se eu soubesse como seria..." ?
    Adoraria poder voltar no tempo para me dar uns bons conselhos, assim evitaria tristezas inúteis, cansaços absurdos, preocupações eternas e decepções ridículas.
    No fundo, adoraria poder ser agora a mãe de mim mesma, para poder proteger e orientar aquela menina tímida que via tudo pelo lado bom e desconhecia a maldade que sempre existiu em volta.
    Parabéns Sonia!

    Cansaços absurdos e preocupações terríveis

  1. Leandro disse...:

    Lindo isso, So!!!
    Digno das palavras profundas dos grandes poetas!

Postar um comentário